29 profissões tech em alta em 2022

29 profissões tech em alta em 2022

Dados, nuvem, inteligência artificial, engenharia: essas são as profissões tech em alta para 2022, na área de tecnologia, segundo as últimas pesquisas. Mas nem só de equipamento moderno e técnica avançada viverá o profissional do futuro. O cenário pós-pandemia das profissões tech em 2022 está sendo traçado por meio de pesquisas. E leva em conta fatores como o fim do isolamento social, a continuidade do home office e a cada vez maior quebra das fronteiras para as contratações. É o que mostra um estudo recente da consultoria Robert Halt, especializada em recursos humanos. Conheça agora as principais tendências, indicadas também pelo Fórum Econômico Mundial 2020, que devem ser confirmadas neste ano:

Desenvolvedor Front-End, Desenvolvedor Full Stack, Pentester, Arquiteto de Soluções, Machine Learning

As posições mais demandadas:
• Arquiteto de Soluções
• Desenvolvedor Back-End (pleno e sênior)
• Desenvolvedor Front-End (sênior)
• Desenvolvedor Full Stack (pleno e sênior)
• Product Owner
• Profissional de Dados
• Profissional de Infraestrutura (analistas e coordenadores)
• Profissional de Segurança da Informação (de especialistas a gerentes)
• Tech Lead

As contratações serão lideradas pelas indústrias de tecnologia, mercado financeiro, varejo, startups e logística. Os salários podem chegar a R$ 11.600, no caso de um Desenvolvedor Back-End Pleno, e a R$ 33.550 para um Gerente de Segurança da Informação.

Ficou interessado? Então, capriche nos estudos e nas aptidões de comportamento desejadas: comunicação, autogerenciamento, relacionamento interpessoal, liderança, flexibilidade, visão de negócios, agilidade e perfil inovador.

Inteligência Artificial e Dados


Veja os destaques do Fórum Econômico Mundial 2020 nas áreas ligadas diretamente à tecnologia, com ênfase no profissional de dados – assim como na pesquisa da consultoria Robert Halt.

• Analista de Dados
• Analista de Insights
• Cientista de Dados
• Consultor Analítico
• Consultor de Dados
• Desenvolvedor de Grandes Dados
• Desenvolvedor de Inteligência de Negócios
• Engenheiro de Dados
• Especialista Analítico
• Especialista em Inteligência Artificial

Engenharia e computação em nuvem


Ainda no mapeamento Jobs of Tomorrow: Mapping Opportunity in the New Economy, do Fórum Econômico Mundial, temos as funções:

• Analista de Tecnologia
• Consultor de Nuvem
• Desenvolvedor de Software.NET
• Desenvolvedor Javascript
• Desenvolvedor Python
• Engenheiro de Confiabilidade de Sites
• Engenheiro de Nuvem
• Engenheiro de Plataforma
• Especialista em Desenvolvimento
• Gerente de DevOps

Embora os salários não tenham sido o foco do levantamento destas últimas profissões tech, a previsão é continuidade de alta nas remunerações no setor de tecnologia.

Fórum Econômico Mundial: Trabalhos (e habilidades) do Futuro


A pesquisa Jobs of Tomorrow: Mapping Opportunity in the New Economy, do Fórum Econômico Mundial, foi publicada em 22 de janeiro de 2020. Ela listou profissões emergentes divididas em sete áreas: economia de cuidados, inteligência artificial e dados, engenharia e computação em nuvem, economia verde, pessoas e cultura, desenvolvimento de produto e marketing e conteúdo.

No setor tecnológico, as funções que mais serão demandadas para o futuro são: Analistas de Dados e Cientistas, Especialistas em Inteligência Artificial (IA) e Aprendizado de Máquina, Engenheiros de Robótica, Software e Desenvolvedores de Aplicativos, Especialistas em Transformação Digital; Analistas de Segurança da Informação e Especialistas em Internet das Coisas (IoT).

O relatório do Fórum reforça que a prioridade dos líderes de negócios deverá ser a adoção de cloud computing, big data e e-commerce, seguindo o padrão dos anos anteriores. No entanto, cresceu muito o interesse por criptografia, robôs não humanoides e inteligência artificial.

Recuperação pós-turbulência Covid-19

A pandemia ainda não acabou, mas o mercado começa a se reestruturar, mostrando tendências de recrutamento, setores em ascensão e procura por novas capacidades. Uma recuperação centrada em novos modelos de trabalho e atração dos melhores profissionais, de acordo com o Guia Salarial 2022 da Robert Half.

Além das competências tecnológicas, é preciso destacar, ainda, as soft skills mais valorizadas para lidar com o novo mundo: comunicação, adaptabilidade, flexibilidade, perfil analítico/visão estratégica e visão do negócio.

No geral, as habilidades mais desejadas são uma mistura de hard skills e soft skills. Saber trabalhar e se relacionar com pessoas continuará sendo fundamental. Porém, isso está mais evidente devido à pressão para se adaptar a formas mais digitais de executar as tarefas.

É essencial, portanto, evoluir constantemente na resolução de problemas e autogestão, além de desenvolver maior resiliência e tolerância ao estresse. Nesse sentido, o estudo do FEM traz as competências profissionais que serão cada vez mais valorizadas por recrutadores:

• Análise e avaliação de sistemas
• Aprendizado ativo e estratégias de aprendizado
• Criatividade, originalidade e iniciativa
• Inteligência emocional
• Liderança e influência social
• Pensamento crítico e analítico
• Pensamento inovador e analítico
• Racionalidade, resolução de problemas e ideação
• Resolução de problemas complexos
• Tecnologia, design e programação